Metal Estaca prancha Corrosão e Proteção

Em ambientes de construção marítima, o metal Estaca prancha está exposto a uma série de influências naturais que podem afetar suas vidas de serviço úteis.

A corrosão representa um fator inevitável que os engenheiros e empreiteiros marinhos devem considerar ao projetar, instalar ou trabalhar em torno dessas seções estruturais.

Como os danos causados ​​pelo metal corroído Estaca prancha podem ser significativos, uma compreensão dos fatores de corrosão, zonas e medidas preventivas é fundamental para sustentar a vida a longo prazo de uma pilhagem.

Fatores de corrosão

A umidade e oxigênio representam os dois fatores principais que causam corrosão, com a presença de umidade que aumenta a condutividade elétrica do meio ambiente em contato com a superfície metálica.

Este artigo vem da edição de pilebuck editada

Contenção com Estaca Prancha

As estacas-prancha podem funcionar com cortinas de contenção provisórias ou definitivas formadas por perfis, que podem ser de madeira, concreto, geralmente metálicos, justapostos e cravados no solo. É uma solução para a contenção vertical. Deve ser calculado uma ficha mínima contra o tombamento da estrutura e o perfil deve ser dimensionado de tal forma que resista aos esforços. Em obras de infraestrutura, são aplicadas em terminais portuários, passagens de nível em vias e rodovias, contenção para valas de rede de água e esgoto, além de proteção de acessos a túneis, por exemplo. As estacas-prancha formam uma contenção semi-impermeável e podem ser aplicadas de forma definitiva ou provisória. Para um projeto de contenção. Para estudo caso a caso sempre é necessário fazer uma sondagem geológico-geotécnica prévia do solo para que se conheça os parâmetros envolvidos. Confira detalhes do sistema.

É uma contenção vertical empregada desde o início do século passado e que, com o passar do tempo, foi aprimorada, com a aplicação de grandes guindastes dotados de martelos de vibração que cravam as estacas fazendo-as descer pelo próprio peso do martelo somado a sua vibração o que facilita romper o atrito lateral do solo junto a estaca prancha incorporando maior produtividade e segurança ao serviço.

Esta tecnologia pode ser utilizada de forma provisória ou permanente.

Em obras de infraestrutura, é aplicada na construção de túneis e de passagens de nível em vias e rodovias, em contenção de trincheiras para execução de obras de serviços públicos (gás, esgoto, águas etc.), além da construção, expansão e recuperação de portos, canais,e lagoas. As estacas-prancha são aplicáveis em quase todo tipo de solo.

(This article comes from LAN – LUIZ A. NARESI JR editor released)